Últimas notícias

 

Animador deixa Disney para criar desenhos bíblicos: “A vontade de Deus é mais importante"

Na Disney, Davy Liu desenvolveu animações como Mulan, Aladdin e O Rei Leão. Depois de ouvir a voz de Deus, ele deixou seu emprego e fundou uma produtora de desenhos bíblicos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE HELLO CHRISTIAN

ATUALIZADO: SEGUNDA-FEIRA, 17 OUTUBRO DE 2016 AS 10:49

 

Davy Liu, nascido em Taiwan (China), deixou seu emprego na gigantesca Disney para cumprir a vontade de Deus. Famoso por ter participado das animações 'Mulan', 'Aladdin' e 'O Rei Leão', o animador abandonou tudo para produzir conteúdo cristão.

Liu trabalhou em Hollywood por mais de 10 anos. Ele iniciou seu trabalho aos 19. “Cumprir a vontade de Deus é mais importante do que ganhar as riquezas do mundo, porque os tesouros na terra são temporários, mas os tesouros guardados no céu são para a eternidade", disse.

"Quando eu trabalhava na Disney, no fundo do meu coração, eu estava sempre triste. Naquele tempo, eu pensei comigo mesmo: 'Por que é que os desenhos e filmes produzidos pelos cristãos são desenvolvidos com um orçamento tão baixo e muitas vezes esses filmes não são bem feitos?’”, relembrou.

“Eu perguntei isso para Deus em oração e Ele me disse que isso acontece porque os bons artistas estão dando o seu melhor para o mundo e não para Deus”, acrescentou.

Ao ouvir a voz de Deus, Liu deixou seu emprego e agora produz animações de histórias bíblicas com temas de fé através da Kendu Films, uma empresa que ele fundou com base em Filipenses 4:13: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece”.

De Taiwan para os EUA

O ex-animador da Disney esteve recentemente em Hong Kong para uma exposição de oficinas. Em entrevista para o site Morning Post, ele comentou sobre sua saída da terra natal para estudar nos Estados Unidos e fundar o próprio estúdio.

“Foi um choque cultural. Eu era de um ambiente totalmente chinês e me mudei para um gueto do ensino médio americano, sem saber uma palavra de inglês. Mas logo me adaptei à cultura negra, pois morava num bairro predominante negro. E eu estava feliz de sair de Taiwan”, contou.

“O principal motivo foi o fato de minha mãe não querer que eu sofresse tanta pressão acadêmica em Taiwan, porque eu era um fracassado em comparação aos meus irmãos”, revelou.

“Eu sempre gostei de desenhar quando criança, porque cresci vendo um monte de desenhos animados. Mas, meus pais não me incentivavam a seguir o caminho da arte durante a infância, porque eles pensavam que não haveria futuro nesse meio. Então, eu fui para os Estados Unidos e conheci minha professora de arte e ela me encorajou, dizendo que eu deveria seguir o caminho. Depois, eu ganhei muitos prêmios nacionais, provando que ela estava certa”, disse.

 A Arábia Saudita é o maior país árabe da Ásia e da Península Arábica, ocupando a 14ª posição na atual Classificação da Perseguição Religiosa

Recentemente, 27 cristãos de origem libanesa, entre eles mulheres e crianças, foram presos por participar de um evento religioso realizado na Arábia Saudita. A polícia religiosa invadiu suas casas, perto da cidade de Meca, e os levou para a prisão, acusando-os de “realizar orações cristãs” e por “posse de bíblias”. Os cristãos perderam seus vistos e foram deportados para o Líbano em seguida. A informação é da ‘Portas Abertas”.

A Arábia Saudita é o maior país árabe da Ásia e da Península Arábica, ocupando a 14ª posição na atual Classificação da Perseguição Religiosa. Faz pouco tempo que a polícia religiosa recebeu autorização do governo para deter cristãos.

“Orar e possuir bíblias é uma acusação absurda para turistas, já que eles têm o direito de viajar com suas bíblias para uso pessoal. Os policiais fizeram isso com os viajantes porque as autoridades negam a existência de cristãos sauditas no país”, comenta um dos colaboradores da ‘Portas Abertas’.

As leis no Reino Saudita são contraditórias. Por um lado, o governo reconhece o direito dos não-muçulmanos de adorar em particular, mas por outro lado, a polícia religiosa, muitas vezes, não respeita esse direito. Como a lei não está formalmente codificada, a situação jurídica da prática religiosa privada permanece confusa, o que torna a situação dos cristãos muito delicada, como ilustra esse incidente.

 

Leia também: Jornalista relata que famílias inteiras estão se convertendo na Arábia Saudita

Ore por essa nação, para que toda a perseguição aos cristãos cesse.

Fonte: Portas Abertas

 A Rússia está se armando até os dentes. Para quê, no entanto, ninguém ainda sabe ao certo. A preocupação dos russos é tanta que o país decidiu desenvolver uma nova aeronave de controle aéreo avançado, que seria utilizada no caso de toda infraestrutura em solo ser destruída por uma guerra nuclear.

  A nova aeronave russa de controle avançado será desenvolvida pela empresa estatal Poliot e será a terceira geração desse tipo de aparelho desenvolvido no país. O fornecedor, porém, ainda não revelou detalhes sobre o projeto, que será iniciado em 2016. A única pista revelada foi que o avião vai melhorar sua capacidade de sobrevivência, o que deve incluir maior tempo de voo e novos equipamentos de comunicação.
Os novos aparelhos devem substituir os quatro Ilyushin Il-80 da Força Aérea da Rússia que atualmente são empregados nessa função, embora nunca tenha acontecido o conflito para o qual foram concebidos.

Agenda


SANTA CEIA


SANTA CEIA

Vídeos

Nos acompanhe nas redes sociais
Instagram
Puglin Instagram
Youtube
Tv Online
Rádio Online